CUB paulista fica estável em outubro

0 333

Preço do m2 está em R$ 1.137,83, indicando alta de 4,58% em 2015

O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do estado de São Paulo nas obras incluídas na desoneração apresentou estabilidade em outubro ante setembro, com leve declínio de 0,02%, de acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP). No período, o CUB representativo da construção paulista (RN-8) ficou em R$ 1.137,83 por metro quadrado. No ano, a alta ficou em 4,58%.

Para o vice-presidente de Economia do SindusCon-SP, Eduardo Zaidan, “não se observa pressão nos custos da cesta de materiais e na mão de obra”. Dentro da composição do indicador, os custos médios com materiais de construção recuaram 0,05% em outubro, enquanto os de mão de obra indicaram estabilidade. Já os custos administrativos aumentaram 0,03%, na mesma base de comparação.

Em 12 meses, a elevação chega a 4,63%, com aumentos de 6,48% nos custos com a mão de obra, de 1,99% nos materiais e de 6,33% nos gastos administrativos.

Sem desoneração

Nas obras não incluídas na desoneração da folha de pagamentos o CUB também apresentou estabilidade em outubro, com leve queda de 0,02%, totalizando R$ 1.224,85 por metro quadrado.

Na mesma base de comparação, foi registrado declínio de 0,05% nos materiais de construção, estabilidade nos custos com mão de obra e administrativos (que apresentou leve alta de 0,03%). No ano, o indicador apresentou alta de 4,72%.

Em 12 meses, esse custo subiu 4,78%, sendo mão de obra (6,51%), materiais (1,99%) e administrativos (6,33%).

Custos dos insumos

Em outubro, todos os 27 insumos da construção pesquisados pelo SindusCon-SP tiveram elevação inferior à do IGP-M, que aumentou 1,89%.

Entre os materiais que tiveram os maiores reajustes no mês, destacaram-se:

Bloco de concreto 19x19x39cm 1,02%
Telha ondulada fibrocimento 6mm 1,00%
Areia média lavada 0,60%
Brita 2 0,35%
Cimento CPE-32 saco 50kg 0,19%
Tinta látex branca PVA 0,03%

Custo Unitário Básico (CUB)

Calculado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas), o Custo Unitário Básico (CUB)  é o índice oficial que reflete a variação dos custos das construtoras para a utilização nos reajustes dos contratos de obras.

Sobre o SindusCon-SP

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) é a maior associação de empresas do setor na América Latina. Congrega e representa 650 construtoras associadas e 15 mil filiadas em todo o estado. A construção paulista representa 34% da construção brasileira, que por sua vez equivale a 5,5% do Produto Interno Bruto do Brasil.

Fonte: Assessoria de imprensa SindusCon-SP

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.