Linha 4 do Metrô investe em novas áreas para circulação de ciclistas e bicicletários no Rio

0 74

Metrô e bicicleta são dois meios de transporte que colaboram para a redução do trânsito nas cidades e com o meio ambiente.

Por isso, a Linha 4 do Metrô (Barra da Tijuca – Ipanema) – a maior obra de infraestrutura urbana em execução na América Latina – investe na construção de mais de 2Km de novas ciclovias e instalação de bicicletários para quase 600 ‘magrelas’ nas zonas Sul e Oeste do Rio.

Como parte do plano de expansão das áreas para circulação de bicicletas no Rio, o projeto de reurbanização do entorno das novas estações São Conrado e Jardim Oceânico inclui ciclovias compartilhadas. Em São Conrado, a Linha 4 do Metrô vai implantar 300 metros de ciclovia entre a Avenida Niemeyer e a Estrada da Gávea. Já no Jardim Oceânico, serão cerca de 800 metros na Avenida Armando Lombardi, entre a ponte de veículos que deixam o Itanhangá e o edifício Barra Life, próximo a um dos acessos de passageiros da estação, que também estará conectada ao sistema BRT.

Atendendo a um pedido da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura, a Linha 4 está construindo 1,2Km da ciclovia que ligará o Pontal às Vargens, no Recreio. A obra foi iniciada em agosto e integrará o Corredor Verde da cidade, que terá no total 5,4 Km desde a Estrada do Pontal, próximo à ponte do canal do Rio Morto, passando sob a Avenida das Américas, na altura do Shopping Recreio, até a Estrada dos Bandeirantes, levando os ciclistas até a região dos Jogos Olímpicos 2016. O serviço ainda inclui instalação de sinalização horizontal e vertical.

Em 2014, também em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o Consórcio Linha 4 Sul revitalizou uma das principais ciclovias de Botafogo, que passa pelo Cemitério São João Batista, na Rua General Polidoro. Além do novo asfalto, a pintura foi recuperada e houve reforço na sinalização.

Bicicletários 

Das quase 600 vagas para bicicletas que serão instaladas pela Linha 4 do Metrô, 300 delas, além de outras 84 destinadas ao aluguel, estarão localizadas nos acessos de passageiros das seis estações da nova linha: Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, Jardim de Alah e Antero de Quental, no Leblon, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico, na Barra.

Nos bairros de Ipanema e Leblon, o Consórcio Linha 4 Sul já instalou 53 bicicletários, em parceria com a Prefeitura do Rio, com capacidade para 212 vagas. No Leblon, os equipamentos foram desenhados no formato de “R”, de Rio, e estão em locais de grande movimento, próximos a cinemas, shoppings, edifícios comerciais, restaurantes e galerias. Só na Avenida Ataulfo de Paiva são 29. Há também na orla do Leblon e em Ipanema, um deles na Praça Nossa Senhora da Paz. Além disso, em todos os canteiros de obra, há bicicletários para uso dos funcionários.

Ações educativas

Além de investir em novos bicicletários e ciclovias, o Consórcio Linha 4 Sul também apoia iniciativas de educação e conscientização. Em 2013, educadores ambientais percorreram o Leblon de bicicleta por 20 dias para explicar a importância do uso das ‘magrelas’ durante as mudanças viárias no entorno das obras. A ideia do projeto, chamado “Vem de Bike”, era estimular a cultura da bicicleta como meio de transporte para curtas distâncias e seu uso correto, respeitando o Código Nacional de Trânsito.

Linha 4 do Metrô vai transportar mais de 300 mil pessoas por dia

A Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro é uma obra do Governo do Estado do Rio de Janeiro e vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Serão seis estações (Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico) com aproximadamente 16 quilômetros de extensão.

A ligação metroviária entre Ipanema e Barra da Tijuca estará à disposição dos passageiros em junho de 2016, com o início da operação assistida, fora do horário de pico e com intervalos maiores no fluxo dos trens, para que os últimos ajustes operacionais sejam feitos.

A operação comercial nos mesmos horários das demais linhas do metrô será iniciada em julho de 2016. A partir do ano que vem, será possível ir da Barra a Ipanema em 13 minutos e, da Barra ao Centro, em 34 minutos.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Linha 4 do Metrô

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.