Baleia Jubarte: Case brasileiro de preservação é destaque em fórum internacional da Baleia

0 449

Setembro, 2018 – O case desenvolvido pelo Grupo de Trabalho de Prevenção e Mitigação de Colisões com Embarcações, que reúne a ONG Instituto Baleia Jubarte e as empresas Veracel, Fibria e Norsul, foi apresentado pelo Embaixador Hermano Telles Ribeiro, como exemplo de sucesso para a proteção das baleias, durante a reunião anual da Comissão Internacional da Baleia, único fórum reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece até hoje, sexta-feira (14/09), em Florianópolis.

Forum Internacional da Baleia – Florianópolis. Divulgação

A parceria entre a ONG, as duas empresas do setor de celulose e uma transportadora de carga marítima revela que é possível ir além do trabalho de monitoramento e prevenção. “Há dois anos, criamos uma agenda positiva que amplia as ações exigidas pelos órgãos ambientais. Damos treinamento para a tripulação das barcaças que transportam a celulose do Sul da Bahia para o Espírito Santo com o objetivo de que possam detectar uma situação de atropelamento da baleia e evitar um possível acidente com o animal”, explica Milton Marcondes, coordenador de pesquisa do projeto.

O crescimento da população de baleias na costa brasileira mostra que medidas preventivas e de mitigação de riscos têm sido importantes para a proteção e reprodução da jubarte, assegurando ao mesmo tempo o desenvolvimento da atividade econômica. “Esse projeto reforça que a cooperação e o diálogo entre empresas e instituições de pesquisa e conservação conseguem conciliar a conservação das baleias com a atividade produtiva”, afirma Renato Carneiro Filho, diretor de Sustentabilidade e Comunicação da Veracel.

Para José Truda, do Instituto Baleia Jubarte, a cooperação alcançada no Brasil entre os diversos atores envolvidos na temática pode servir de exemplo a outros países. “Podemos estimular oportunidades e colaborar com instâncias interessadas em metodologias e avanços tecnológicos e de manejo para prevenir e reduzir incidentes de colisão com baleias”, destaca.

Uma semana antes do fórum internacional, o case foi apresentado na Plenária da IWC – International Whaling Commission e foi elogiado pelo Comissário de Mônaco, Dr. Fréderic Briand, para quem o case brasileiro é um grande exemplo e deveria integrar uma base de dados de melhores práticas sobre o tema.

Mais detalhes acesse  www.veracel.com.br

Fonte: Imprensa/Veracel

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.